31 agosto, 2005

FACES, GESTOS E GEMIDOS...


Então uma noite, moldada ao sabor da lua
Deitada em minha frente...Nua...
Nuance do sabor, sabor do desejo!
Um simples beijo
O teor de algo que ainda vai acontecer
Uma revolta de mim, antes de o dia amanhecer...
Sobre a cama...Nada além de um dia
Sobre os sonhos...Nada além de um futuro
Sobre o faturo...
Nada além de hoje
Sobre o hoje...É só o que nos cabe
E nos cabe sonhar
E nos resta deitar
E é de pleno o nosso direito de amar
E relevo os dias
E desconheço a dor
E me entrego...
As asas da noite são possuidoras do que quero
E a quero
A quero como nunca a quis antes
Não houve um antes
Somos escravos do agora
E me derreto em meios aos seus desejos, que são os meus desejos.
É quando me perco em teu corpo...
Meu sepulcro último e derradeiro
Passam-se as horas
Mas a noite não passa
Como o frisson... Que também não passa
Como o tesão... Que me amedronta
Como o amanhã... Que trará consigo um beijo
Um botão de rosas
E a eternidade...
Sérgio Ildefonso
16 de agosto de 2005

Beijocas da Cauzzinh@...

Um comentário:

  1. Olá,
    gostei muito das imagens do seu blog, estou seguindo aqui...
    Te convido a conhecer meus cantinhos poéticos;

    http://despertardocoracao.blogspot.com/



    http://annaeze.blogspot.com/


    Abraço,
    Anna Carvalh

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...