25 janeiro, 2006

A quatro mãos...


Caruso

Lucio Dalla

Qui dove il mare luccica
Aqui é onde o mar
e tira forte il vento
lança forte o vento
Su una vecchia terrazza
Em um terraço velho
davanti al Golfo di Surrento
na frente do Golfo de Surrento

Um uomo abbraccia uma ragazza
Um homem abraça uma menina
dopo che aveva pianto
depois de ter chorado
poi si schiarisce la voce
então a voz é clara
e ricomincia il canto
e reinicia a canção

Te voglio bene assaie
Você sabe que eu amo você
ma tanto tanto bene sai
mas tanto, tanto bem, você sabe
e una catena ormai
estou em uma cadeia agora
che scioglie sangue dint'e vene sai
e não corre mais sangue em minhas veias você sabe

Vide le luci in mezzo al mare
Vi as luzes no meio do mar
penso alle notti là in America
penso nas noites da América
ma erano solo le lampare
mas eram apenas lampadas
e la bianca scia di un'elica
e a esteira branca de uma hélice

Sentì il dolore nella musica
Sentia dor na música
si alzò dal pianoforte
quando tocada por um piano
ma quando vide la luna
mas quando vi a lua
uscire da una nuvola
sair de uma nuvem
gli sembrò più dolce anche la morte
também lhe parecia mais doce a morte

Guardò negli occhi la ragazza.
Olhou nos olhos a menina.
quegli occhi verdi come il mare
aqueles olhos verdes como o mar
poi all'improviso uscì una lacrima
então como de improviso uma lágrima saiu
e lui credette di affogare
e ele acreditou se afogar

Te voglio bene assaie...
Você sabe que eu amo você
Potenza della lirica
Poder da palavra
dove ogni dramma è un falso
onde todo jogo é uma falsificação
che con po' di trucco
com um pouco de maquiagem
e con la mimica
e como um nenem
puoli diventare un altro
me tornar outra pessoa
ma due occhi che ti guardano cosi
mas dois olhos que olham você deste modo
vicini e veri
os vizinhos e verdades
ti fan scordare le parole
você brinca para esquecer das palavras
confondono i pensieri
elas confundem os pensamentos
cosi diventa tutto piccolo
deste modo tudo se torna pequeno
anche le notti là in America
também as noites lá na América
ti volti e vedi la tua vita
siga e verás sua vida
come ta scia di un'elica
como o rodar de uma hélice
ma si e la vita che finisce
menos ele e a vida que termina
ma lui non ci pensò poi tanto
mas ele não pensou tanto em nós
anzi si sentiva già felice
um pouco e já teria sido feliz
e ricominciò il suo canto
e reiniciou a canção

Te voglio bene assaie...
Você sabe que eu amo você...


Enrico Caruso (25 ou 27/02/1873 - 02/08/1921 em nápoles, Itália). Foi um tenor italiano. Começou sua carreira em 1894, aos 21 anos de idade, em sua cidade natal. Recebeu suas primeiras classes de canto de Guglielmo Vergine. Atuou, entre outras óperas, na estréia de Fedora e La Fanciulla del West, do compositor italiano Giacomo Puccini.Suas mais famosas interpretações foram como Canio na ópera “I Pagliacci”, de Leoncavallo e como Radamés, em Aida, de Giuseppe Verdi. Na metade da década de 1910 já era conhecido internacionalmente. Era constantemente contratado pelo Metropolitan de Nova Iorque, relação que persistiu até 1920. (Wikipédia)
Conta-se que o compasitor Lucio Dalla, hospdando-se em um hotem durante uma viagem, deparou-se no mesmo quarto que Enrico Caruso havia estado antes de sua morte. E que soube por intermédio de um funcionário do hotel, que antes de sua morte, Enrico Caruso, já debilitado da garganta, por ocasião de um câncer, vai até o piano levado à sacada do quarto a seu pedido, tocou e cantou a plenos pulmões... sua última canção.
No mesmo quarto, tocando no mesmo piano, Lucio Dalla compõe 'Caruso'.


*Agradecimntos à colaboração do Anjo Torto® na imagem e na biografia de Enrico Caruso...



Beijos da
Cacauzinh@..

2 comentários:

  1. Anjo Torto®2:51 AM

    Puxa hein??!! Me emocionei.
    Te Voglio Bene Assei....
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. ui... ui.. cum forçaaaa

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...