02 fevereiro, 2007

sobre leitura e leitores...


Ah! é... eu estou sendo lida.
Veja que experiência maravilhosamente ímpar!!!
Sem desmerecer minha mais fiel leitora... a Erika (com 'k' e sem acento - eu lembrei, viuuuu!!!!), que me lê todos os dias... mas ela é suspeita, mora no meu coração... faria isso mesmo que só tivesse aqui, dia-a-dia, um quadro pintado de preto extremamente intimista.

Mas sou grata aos que aqui me visitam. E as visitas me fizeram pensar - o que nem é novidade.
Até onde realmente lemos?
Até onde nossa capacidade de leitura ficou estagnada diante da facilidade dá visão?

Mas é bom fazer aqui uma ressalva... não me refero ao tema que preocupa milhares de pedagogos, pais e professores acerca da leitura do texto escrito. Falo antes da capacidade que nós, letrados, perdemos de 'ler' o que está ao nosso redor.

Até onde a pressa, o estresse, a correria diária, nos aprisionou numa cela sem janelas (ou seria numa caverna com sombras*)?

Será que a facilidade de simplesmente 'ver' o que está diante do nosso 'nariz' nos fez incapaz de enxergar o que vai além dos olhos?

Não sendo piegas... mas a máxima “Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”** é bem atual e presente.

Essa mania que a vida tem que ser adulta, objetiva e certinha me dá uma agonia na alma. Eu sei que tenho que seguir a multidão, infelizmente sim... ao menos na hora que estou entre eles, no meio do 'gado'. Mas isso não me cauteriza a capacidade de ler o que está comigo, do meu lado, na minha cama, à minha frente, que passa por mim, que me sorri, que me instiga, que me entristece.

Você já leu hoje os olhos de quem você ama?
Você, hoje, já leu o sorriso de quem passou do seu lado?
Você já leu, alguma vez, as lágrimas de quem ainda acredita que há uma esperança, seja lá pelo que for?
Você já leu o 'a cobra que engoliu o elefante' ao invés de ler somente o 'chapéu'***?

Que leiamos mais, livros, revistas, quadrinhos, olhos, boca, pele, cheiro, mãos, sorrisos, lágrimas, língua.
Que deixemos o lugar comum...
Que naveguemos por mares distantes, nas ondas dos olhos para os quais olhamos, com calma, sem pressa...

E depois... ah! Depois... Que o depois venha depois, porque o agora é um livro aberto pronto pra ser lido!


imagem do site http://mundesign.org/

P.S.: Estamos no Orkut!!! Esta, que vos fala, em mais um de seus momentos "descansar carregando pedra", inventou de criar uma comunidade no Orkut. Sabe-se lá se será do tipo "Eu, eu mesmo e Irene" (risos). Mas a quem interessar possa passe lá.

*Alusão à Alegoria da Caverna de Platão.
** Palavras da Raposa ditas ao Pequeno Príncipe. Antoine de Saint-Exupéry.
*** Alusão à um trecho de O Pequeno Príncipe.

Clau...

3 comentários:

  1. Nunca liguei pra orkut.
    Só gosto mesmo de yogurte de morango. =P

    ResponderExcluir
  2. ...Interessante...
    Depois que vi essa imagem do chapéu e da cobra, lembrei do livro que li quando criança, na cama de minha mãe. O li em algumas poucas horas, mas o guardei pra sempre.
    Algumas leituras, alguns textos nos marcam como tatuagem.
    Assim como algumas pessoas.
    Ou alguma música ou momentos.
    Viramos reféns dessas marcas, e nunca mais nos livramos delas.
    Mesmo que outras mais belas nos marquem também.
    Tenho algumas dessa tatuagens, e elas me aquecem nos dias frios, e nas noites solitárias.
    Quando chove elas doem mais.
    Quando sinto-me só, elas me alertam mais.
    Porque tudo o que quero é quem me aqueça.
    Tudo o que busco é minha metade.
    Ela se apresentou já...
    Estou ás voltas com seu poder.
    Hermético né?
    Desculpe-me, mas isso faz parte de mim.
    Adoro seus comentários, todos tão longos e belos.
    Acho que fui mais longo do que você dessa vez.
    Me empolguei.
    Culpa da música que toca em minha alma.

    Beijos, menina.
    E paz...

    ResponderExcluir
  3. Tão bom voltar a me ler na íntegra. Ler naum com os olhos da alma, naum simplesmente olhar. Fazer a leitura nas entrelinhas naum deixando passar nada.
    `
    Minha amiga querida! Ainda bem q tb estou sendo lida, me permitindo esta leitura e querendo "ler" as pessoas. Ansiando por esta leitura, onde este meu livro estava com algumas folhas que naum queriam ser passadas. Mas tudo tem seu tempo e estas folhas foram revistas, analisadas e enfim estão soltas no livro junto com as paginas q já foram lidas na minha vida.
    Bom ter este Mar, mar de leituras, mar de lembranças.
    Estarei sempre por aqui, te lendo e relendo...rs..Que Deus continue te ilumindando, q vc continue sendo portadora de belas mensagens.
    Te adoro Jujuuuuuuuuuuuuuuuu...rs

    Beijos

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...