26 abril, 2007

Asas...

Asas


E ela o olhou
E ele, que estava no cantinho da janela,
sorriu-lhe tão docemente
Que o dia parece que iluminou-se ainda mais
Diante da doçura daquele sorriso

Ela ficou ali
Inebriada, tonta, mole
Deixando-se aquecer
por aquele sorriso solar

Os olhos dele traziam felicidade em poder vê-la
As mãos pareciam tão inquietas
E transmitiam
uma alegria quase palpável

E quando ele falou-lhe tão de perto, tão macio
Trazia na voz uma paz quase audível
E quase com som de acalanto
Ele fez o pedido

— Dá-me asas... quero voar
E ela deu-lhe, por fim,
as asas que faltavam a ele

No beijo
Em nuvens


por Cau Alexandre


No player
Ana Carolina -
Ruas de Outono

7 comentários:

  1. Bom encontrar quem nos de A S A S.
    Asas quando os problemas do dia-a-dia parecem pesar tanto que não iremos mais suportar.
    Asas para vivermos um novo amor, uma nova paixão.
    Enfim...
    Que possamos sempre ter A S A S.
    Asas para doar! Asas que nos façam voar.. voar...

    Lindo Post Cauzinha.
    Adorei.
    Beijos...
    Byeee!!!

    ResponderExcluir
  2. É amada...eis o grande desafio do saber AMAR ...dar ASAS. O verdadeiro Amar consiste em não deixar preso e sim livre para ir e vir.
    Asas p voar...Asas p pousar...Asas p voar.

    Belíssimo!

    Amo vc...beijos

    ResponderExcluir
  3. Saber amar, voar, bailar...
    Beijo com gosto de mar
    Brunø

    ResponderExcluir
  4. Moça, moça, você já cresceu, e criou até um mar!!!! :)

    Gostei das palavras, do "No beijo
    Em nuvens"

    Parabéns.

    E, outra vez: OBRIGADO pelas visitas e comentários, elogios... que bom, mesmo, que você gosta do que escrevo; pra mim isso interessa.

    Bjo!

    Eu é que peço desculpas pela demora. Um dia vou ter um computador, em casa, só pra mim.

    ResponderExcluir
  5. Essa química, essa troca...
    Ai, ai...
    Bjitos!

    ResponderExcluir
  6. Ah o amor...
    Nossas asas mais belas.
    Que nos levam aos céus de nossos sonhos impossíveis, até nos perdermos no infinito azul...

    ResponderExcluir
  7. Todo o amor precisa de asas para voar.
    Para ser livre, sem nada que o aprisione, a não ser a eterna vontade de estar junto.
    Amar, é dar e criar asas que permitam voos infinitos a dois..

    Beijinho Cau.

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...