03 julho, 2007

Virtualidades...

S
ei que vocês lembram que eu sempre digo aqui como me sinto em relação aos muitos que me lêem, não só no Mar, mas sobre aqueles que tão distantes geograficamente estão, mas tornam-se próximos pela troca de idéias, pelo reconhecimento das almas, pelo carinho compartilhado.


Digo sempre que o ambiente cibernético é como se fosse um barzinho: sentamos aqui, trocamos idéias entre uma gargalhada e outra, criamos laços, idéias afinadas, ganhamos amigos, escolhemos irmãos.

Isso tudo é muito doce, pois compartilhamos momentos ímpar com aqueles que passam a fazer parte do nosso cotidiano.

Hoje sinto algo que realmente nunca havia sentido... 'Perco' alguém com quem dividia algumas horas do meu dia, com quem ria, de quem ria, com quem compartilhava momentos de alegria, nada demais, conversa de 'barzinho'.

Não sei muito dela, sei que era uma mulher notável em sua vida, cuidando de sua filha, vivendo como todos nós vivemos. E ontem, segunda-feira, 02/07/2007, ela teve seu dia de partida. Muito infelizmente, mais uma vítima do caos das estradas. Mas tudo e todos têm seu tempo.

Está agora descansando... e daqui, desse nosso canto em que ficamos, eu troco as muitas palavras pelo meu sincero pesar.


P.S.: Este texto que segue expressa muito do que um dia criou-se como "mundo virtual".
Não esqueçamos, no entando, que este é só um meio...
as pessoas ainda são de carne e osso, vêm e vão...
e a vida segue.




AMIGOS VIRTUAIS?



Oriza Martins



Quando surgiu essa fascinante rede mundial de comunicação – a internet –, abriram-se infinitas possibilidades de interação entre as pessoas pelo mundo todo, multiplicando-se amizades, amores, conhecimento... e muito mais...
Na vida, pode-se utilizar de forma indevida qualquer objeto: a mesma faca que corta seu pão poderá servir para ferir alguém... os mesmos lábios que utilizamos para beijar e acariciar, poderão ser veículos de infâmias e calúnias... O bom uso depende do usuário e de suas intenções.
Para os homens de boa-vontade, a internet tem amplos e positivos significados: desde uma fonte inesgotável e sempre crescente de conhecimento, sabedoria e reflexão, a uma possibilidade real de espantar o fantasma da solidão - para os tímidos, para os idosos, para qualquer um de nós...
E para os românticos, então...
Para os românticos assumidos, tornou-se um cantinho mágico, onde amizades e amores interagem e proliferam positivamente; onde mensagens, poemas, meditações e reflexões, trocados constantemente, trazem alento às almas sofridas, são bálsamos de ternura e encantamento que tornam o dia-a-dia mais feliz e as horas de incerteza, mais suportáveis... e para os não-românticos, uma chance de também se envolver e descobrir o fascínio dessa convivência mágica.
Convencionou-se chamar o universo da internet de "espaço virtual".
Serão essas pessoas amigos virtuais?
Não...
São reais. São amigos reais.
São reais em sua presença diuturna em nossas vidas, nos proporcionando ensinamentos, ajudando-nos a nos tornarmos seres humanos melhores.
São reais na medida em que nos incentivam em nosso processo contínuo de aperfeiçoamento moral, com a difusão de palavras em mensagens que nos conduzem a preciosos momentos de reflexão.
São reais, porque vivenciam conosco momentos reais de felicidade.
São reais porque nos ajudam a compreender que a verdadeira felicidade passa pelos bons sentimentos: de amor ao próximo, de solidariedade, de convivência pacífica, e se realiza – como diz uma meditação – pela paz na Terra aos homens de boa-vontade.
Assim é a internet para os homens de boa-vontade...
E sempre existirá a esperança de que ela poderá ter um significado positivo também para os demais, pois, afinal, o desejo do Criador é de que a paz e o amor cheguem não apenas para os homens de boa-vontade, mas para todos, especialmente aos que ainda não encontraram a boa-vontade!

No player
Maria Rita -
Encontros e despedidas

5 comentários:

  1. Entendo a dor e o sentir de suas palavras, embora as minhas não possam jamais evitar tudo isso!

    É verdade: viver é chegar e partir e, o que importa, é a estada!

    Beijos luminosos

    ResponderExcluir
  2. Cau!
    Que triste notícia...
    Sem saber o que dizer amiga.
    "A vida bem vivida é aquela que se sobrepõe à morte."
    Com toda a certeza sua amiga viveu intensamente Cau, foi muiot feliz e amou demais sua familia!
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  3. Sentimentos são sentimentos, seja aqui ou no mundo lá fora.
    Por isso, a dor e a perda deixa exactamente a mesma marca e o mesmo vazio.
    E nem vou comentar o caos das estradas, pois é um assunto que me toca particularmente.
    As pessoas vêm e vão, o importante são os momentos bons que viveram e os amigos que fizeram. É isso que as torna inesquecíveis.

    Beijo Cauzinho

    ResponderExcluir
  4. Não há conforto no mundo que explique a dor de uma "perda" tão antecipada.
    Mas Ele que sabe os caminhos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Boa noite.
    Acabo de descobrir o seu universo e acho que entendo suas palavras. A realidade é um misto de encontros e auxílios. Gostei da definição quanto a um barzinho. Não havia pensado dessa forma. É um olhar sobre essa infinitude. Gostei.
    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...