30 março, 2008

Escrito!

"A gente escreve
para despistar a morte
e destruir os fantasmas
que nos afligem,
por dentro"
Eduardo Galeano




Onde achei...
Imagem - Google
Som - Lonely Girl Midis




No Player
Jorge Vercilio -
O Infinito Amor

4 comentários:

  1. E eu que sempre defino a minha necessidade de escrever como "expurgação", não podia estar mais de acordo com Galeano!

    Beijooo amada!!

    ResponderExcluir
  2. eu não escrevo... eu revejo o escrito alheio e ME escrevo...
    beijo

    ResponderExcluir
  3. E num é que é das verdades!

    Infinito Amor...

    In finito

    Há mor?

    Só mor-rer

    infinita mente

    em há de Amor!

    Beijos, mar-zinha.

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...