08 junho, 2013

Verdades cortantes...


Sabe porque eu gosto da verdade?
Porque, como espada de dois gumes, ela sempre acaba se apresentando ao mentiroso da forma mais simples e límpida, e ele em sua ignorância, por não conhecê-la, acha que se aplica aos outros, quando na verdade, está cortando a própria língua e expondo as próprias mentiras e mazelas.
O que lhes falta é só um espelho... Mas quem tem a alma enegrecida, não fica feliz com o próprio reflexo!

Seria tão nobre ter as próprias palavras para expressar tão ínfima pequenez. 
Mas a incapacidade amarra os dedos e cala a voz de quem jamais terá a nobreza da verdade.
Que bom que aos incapacitados, surdos, cegos e torpes de alma resta a cópia.

Quanto a nós, os que criam, fica o engenho e a arte, a criação... a vida!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...