13 novembro, 2013

Na ponta dos dedos...



...MAPA...

Cau Alexandre

Sou uma pessoa de hábitos mutáveis, 
Mas estou sempre ao alcance de quem encontrou 
A senha da fina película que me revela aos olhos.

Sou o ar que envolve, mas nunca aprisiona
Que traz aromas que remetem sempre a bons momentos.
Sou o calor agradável que aquece, o beijo que incendeia, o afago que relaxa.

Estou sempre perto de quem amo, 
Mesmo quando eles não me percebem.
Estou sempre longe de quem não merece minha companhia.
Estou na lembrança de todos, 
dos que me amam e dos que me odeiam, 
mas só carrego comigo àqueles que se tornaram
marcas indeléveis do grande amor que faz toda a vida valer a pena!
 
Quem me tem, sempre terá, pois fico com prazer.  
Querer saber onde estou? Olha pra dentro de si mesmo.
Querer me encontrar? Pare de olhar nos mesmos lugares comuns.
Eu adoro me refugiar na surpresa!"




copyright©caualexandre2013

3 comentários:

  1. Anônimo9:39 PM

    "Eu adoro me refugiar na surpresa!" É realmente bem você.
    Bom ler você, poetinha.
    J.J

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, querido. A surpresa é nosso melhor refúgio. Bjoca

    ResponderExcluir
  3. Anônimo6:42 AM

    Se é pra ser surpresa, cá estou, matando um tiquinho da saudade da Mestra querida...

    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...