28 setembro, 2005

Relembrando...


METADE
Osvaldo Montenegro


Que a força do medo que tenho, não me impeça de ver o que anseio.

Que a morte de tudo que acredito não me tape os ouvidos e a boca.


Porque metade de mim é o que eu grito...

...mas a outra metade é silêncio.

Que a música que eu ouço ao longe, seja linda, ainda que tristeza.


Que a mulher que eu amo seja para sempre amada, mesmo que distante...


Porque metade de mim é partida...
...e a outra metade é saudade.


Que as palavras que falo, não sejam ouvidas como prece, nem repetidas com fervor,

Apenas respeitadas, como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos


Porque metade de mim é o que ouço...

...mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora, se transforme na calma e na paz que eu mereço .

Que essa tensão que me corrói por dentro seja um dia recompensada


Porque metade de mim é o que penso...
...e a outra metade, é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste,

Que o convívio comigo mesmo, se torne ao menos suportável.

Que o espelho reflita em meu rosto, um doce sorriso, que eu me lembre ter dado na infância.

Porque metade de mim é a lembrança do que fui...

...a outra metade eu não sei...


Que seja preciso mais que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito.

E que o teu silêncio me fale cada vez mais.

Porque metade de mim é abrigo...

...mas a outra metade é cansaço.


Que a arte nos aponte uma resposta, mesmo que ela não saiba.

E que ninguém a tente complicar, porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer.

Porque metade de mim é platéia...

...e a outra metade é canção.

E que a minha loucura seja perdoada,

Porque metade de mim é AMOR...

...e a outrametade... TAMBÉM.




Beijos inteiros da Cauzzinh@...

2 comentários:

  1. Anônimo1:12 AM

    Vc voa, eu caio
    vc pena, eu pedra
    vc flexivel, eu rigido
    vc romantica, eu realista
    vc curiosa, eu chato
    vc tesuda, eu tesudo
    obaaaaa!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...