31 maio, 2006

Maio... Mulher...

Maio finda...
E as 'Mulheres de Maio' perduram...
Parabéns a nós mulheres e aos que nos amam...



"Escrevo porque encontro nisso
um prazer que não consigo traduzir.
Não sou pretensiosa. Escrevo para mim,
para que eu sinta a minha alma falando
e cantando, às vezes chorando."
(*)


"Eu escrevo sem esperança de que
o que eu escrevo altere qualquer coisa.
Não altera em nada...
Porque no fundo a gente não está
querendo alterar as coisas.
A gente está querendo desabrochar
de um modo ou de outro..."
(*)


Quero escrever o borrão vermelho de sangue

Clarice Lispector (*)

Quero escrever o borrão vermelho de sangue
com as gotas e coágulos pingando
de dentro para dentro.
Quero escrever amarelo-ouro
com raios de translucidez.
Que não me entendam
pouco-se-me-dá.
Nada tenho a perder.
Jogo tudo na violência
que sempre me povoou,
o grito áspero e agudo e prolongado,
o grito que eu,
por falso respeito humano,
não dei.

Mas aqui vai o meu berro
me rasgando as profundas entranhas
de onde brota o estertor ambicionado.
Quero abarcar o mundo
com o terremoto causado pelo grito.
O clímax de minha vida será a morte.


Quero escrever noções
sem o uso abusivo da palavra.
Só me resta ficar nua:
nada tenho mais a perder.

Escolhida por essa humilde
estudante de Literatura como ícone
do pensamento literário feminino.



Incrível mulher de maio


Tião Queiróz


É você olhar pra mim
que eu fico assim
com essa cara de Maio
Cara de Mulher Apaixonada
de quem perdeu um brinco no elevador


E não sei o que faço
se aperto o laço da gravata
e bem macho esculacho
o fabricante do barbeador


e saio apressado
ainda com esse cheiro
da tua nuca no meu nariz
ainda com esse gosto de orelha
e tarracha de prata na minha boca...


Eu sei que vou ti ver por aí
pra tudo que é lado
em cada rosto de menina ou de mulher
que eu cruzar pela rua
e ficarei paralisado


se é isso que você quer?


Eu não sei...


Se desato o cadarço do sapato
e finjo que é sábado
se cometo uma bravata
enforco a segunda, a terça...
e me perco pelas feiras todas da semana
com você ali ao alcance das mãos...


e aí tudo vira Domingo


no meu teclado...


pois com você tudo é tão lindo
tudo é tão plausível
e não há nada impossível
a vida pode ser bela de fato


tudo é tão factível
como beijar o teu retrato
e me molhar de você
por essa janela
desfazendo o boato
o fiasco do ato falho
desse tesão intangível
desse doce pecado
que você é!


Você é Incrível!!!


Você é de Maio!!!


Você é Mulher!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...