18 abril, 2007

Inverso


"A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina.
Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente.
Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.
Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo.
Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria.
Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara pra faculdade.
Você vai pro colégio, tem vários namorados, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando.
E termina tudo com um ótimo orgasmo!
Não seria perfeito?"


Charles Chaplin


Tinha em mente publicar outra coisas hoje.
Escrevi, revisei, tudo quase pronto... até que esse pequeno 'pensamento' caiu-me no 'colo' virtual. Confesso que não consegui resistir.
Não é novo, já o tinha lido anteriormente... mas sabe como é, uma releitura para cada momento. Uma interpretação para cada tempo.
Então, que seja ele.


No player
James Brown -
I feel good

3 comentários:

  1. Confesso que tenho algumas dúvidas sobre até que ponto isso tornaria a nossa vida mais interessante.

    A ideia de terminarmos num óptimo orgasmo é tentadora, mas.. e se o orgasmo ñ fosse tão bom assim? Seria a ruína de uma vida inteira do mesmo jeito. =)

    O melhor mesmo é procurar ser feliz com o que se tem, viver da melhor forma cada dia que a vida nos oferece, porque, independentemente da ordem das coisas, todos são únicos e insubstituíveis.

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  2. Genial esse chaplin =)
    Mas prefiro as coisas como estão, é mais divertido hehehe.

    Smack!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu sou fascinada por esse texto. Sempre que leio fico reflexiva. Rs. Conversei sobre isso hoje com uma amiga minha. E Chaplin tinha toda razão.

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...