22 maio, 2007

Fome? Sede?


Qual sua fome?
Churrasco com os amigos
Barulho de talheres e pratos
Copos zunindo e rindo?
Fome de alegria e amizade.

Qual sua sede?
Coca-cola com limão e gelo?
Língua fria e beijo na boca.
Fome de beijo molhado, quente e gelado
Lambido e escancarado.

Você tem fome de quê?
Fome de comer ou fome por gula?
Fome de comer até cansar?
Fome de ter ou fome de saciar?
Fome de escrever ou de falar?....
Fome de ser ou de pensar?

Você tem sede de quê?
Sede de ordenar ou desordenar?
Sede de satisfazer ou de parar?
Sede de extasiar?

Qual sua maior fome?
Fome de criar, inventar ou usar ou escancarar?

Fome de você ou fome de mim?

Se existe a fome
e a vontade de comer
existe o desejo
e a vontade de prazer
de querer
e de ter
você


por Cau Alexandre



No Player
Fugees -
Stand By Me (Remix)

*Texto escrito a quatro mãos com o dono do BoTecø
A música é a recíproca de um presente.

;o)

14 comentários:

  1. Amadinha!!!!

    Com este poema naum há regime que resista...é muita fome pra um ser só...aimopai....rssss

    Que tanta fome é essa??? hein?????????

    Tem um ditado assim...Comer e coçar é só começar...kkkkkkkkkkkk

    Amo vc muitooooooooooo!!!!

    ResponderExcluir
  2. esqueci uma coisa..é assim ó q se fala...eu...eu..amo vc muito do tamanho do universoooooooooo....beijossssss

    ResponderExcluir
  3. rsrsrs.. to rindo da Dri alí em cima primeiro.. rsrs


    Choquis, eu to de dieta, tem 10 kg aqui a mais, c esqueceu? Então ultimamente eu ando tarada em alface.. ahahahaa.. brincadeiras à parte, as fomes e "as fomes".. ai ai.. este mundo imenso.. como é bom viver né messs? Diz aí.

    Beijoooo.. (ei, num conta prá Dri, mas eu que te amo mais que ela tá? rsrs)

    ResponderExcluir
  4. É Cau, sem planos, sem ilusões...e a vida se encarregando de preencher os capítulos da nossa história...
    Tenho fome de ler-te. Faz-se necessária para a poesia diária do prazer que nos faz viajar através de suas palavras.

    Beijos
    Brunø

    ResponderExcluir
  5. Tenho fome de silêncio, uma fome ancestral por silêncio. E sede, tenho sede de tudo além de mim.

    E o mundo que nunca para de girar...

    ResponderExcluir
  6. Eita, qualquer um fica com água na boca depois dessas palavras!
    :)
    beijo!!

    ResponderExcluir
  7. Um poema directo ao bicho macho, ao mesmo tempo intenso de poesia e sensualidade.

    Parabéns.

    Um beijo com fome de tudo.


    Jose

    ResponderExcluir
  8. Ultimamente tenho tido fome de "arriscar" e "ousar"...

    Sede de "extasiar"... Hummm!!! =D

    Melhor nem falar!

    Beijos famintos e sedentos...

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho fome e sede de sempre ter fome e sede por satisfazer meus desejos molhados insaciávies.

    ResponderExcluir
  10. Tenho uma fome voraz de tudo o que me faz sentir plena e feliz.
    E uma sede infinita de beber a vida até à última gota, em goles pequenos para poder saborear e retirar todo o prazer de cada um.

    Beijo Cau.

    P.S. A música de hoje é absolutamente genial. Adoro!

    ResponderExcluir
  11. Cauuuuuuuuuu!!!!!!
    Só vc mesmo para nos trazer prazeres expressos em diversas formas, seja de palavras, de fotos, e do ambiente criado nesse mundo perplexo de palavras....
    Beijooooooss!!

    ResponderExcluir
  12. Cau,

    você diz, perfeitamente, sobre a fome de falar e eu, hoje, sobre as formas do falar.



    Abraços, flores, estrelas..

    ResponderExcluir
  13. Amadinha, tá lindo isso aqui.. uau!!!!!!!! Adorei cum força!!!

    Beijoooo

    ResponderExcluir
  14. E se a fome fosse uma aliada? Se a gente pudesse comer a própria fome?

    NOSSAAAAAAAA! Fiquei até com medo: temas quase muito parecidos. Sentidos semelhantes. É que meu texto novo... uhnn... leia lá. Esse inconsciente coletivo.

    Bjão!

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...