10 setembro, 2007

muito barulho...

Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque e eu aceitei com prazer. Ele se deteve numa clareira e depois de um pequeno silêncio me perguntou:
- Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?
Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:
- Estou ouvindo um barulho de carroça.
- Isso mesmo, disse meu pai, é uma carroça vazia ...
Perguntei ao meu pai:
Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos?
- Ora, respondeu meu pai. É muito fácil saber que uma carroça está vazia por causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça maior é o barulho que faz.
Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa:falando demais, gritando (no sentido de intimidar), tratando o próximo com grossura inoportuna, prepotente, interrompendo a conversa de todo mundo e, querendo demonstrar que é a (o) dona(o) da razão e da verdade absoluta, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai dizendo:

"Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz..."


(desconheço o autor)

No player
Rita Lee -
Balada do louco

9 comentários:

  1. é prá fazer barulho, amadinha?


    beijoooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. E não é que dei por mim a pensar nas carroças que conheço na minha vida? :D
    E o burro que puxa a carroça não tem culpa no cartório?
    Bela parábola, criatividade numa simples história...

    Jytux

    ResponderExcluir
  3. Tenho constatado que: quanto mais vazia a carroça, menor é a vontade que as pessoas têm de lhe acrescentar algo.
    Sempre tive pavor de gente que grita para se fazer ouvir, e que se julga dona da razão e da verdade.
    Concordo com o pensamento que diz: "O exercício do silêncio é tão importante quanto a prática da palavra."

    Beijo brasileirinha linda. =)

    ResponderExcluir
  4. A vida as vezes nos apresenta uns ruídos...tão estranhos!!!
    Obrigada pelo carinho no meu Cotidiano.
    BJUS MIL

    ResponderExcluir
  5. Sabedoria!! Sempre bem vinda.
    Que estejamos sempre cheios e transbordantes.

    =]

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. uia...aprenderei a ser menos barulhenta...rsrsssssssssssssss...
    putz...essa foi de lascar,mas tendi a mensagem...
    bjo meu coração lindo!

    ResponderExcluir
  7. Tem que horas que é preciso calar mesmo. E quem puxa a carroça? Cavalo ou burro?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Já conhecia mas é bem sábio!

    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Que bonito!!!

    Espero que sua bagagem seja sempre maior do que você suponha!

    E lembre-se: sempre enchemos nossa carroça.

    Beijos

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...