01 dezembro, 2007

Mi Neruda!



Soneto II

Pablo Neruda

Amor, cuántos caminos hasta llegar a un beso,
qué soledad errante hasta tu compañía!
Siguen los trenes solos rodando con la lluvia.
En Taltal no amanece aún la primavera.

Amor, quantos caminhos até chegar a um beijo,
que solidão errante até tua companhia!
Seguem os trens sozinhos rodando com a chuva.
Em Taltal não amanhece ainda a primavera.


Pero tú y yo, amor mío, estamos juntos,
juntos desde la ropa a las raíces,
juntos de otoño, de agua, de caderas,
hasta ser sólo tú, sólo yo juntos.


Mas tu e eu, amor meu, estamos juntos,
juntos desde a roupa às raízes,
juntos de outono, de água, de quadris,
até ser só tu, só eu juntos.


Pensar que costó tantas piedras que lleva el río,
la desembocadura del agua de Boroa,
pensar que separados por trenes y naciones



Pensar que custou tantas pedras que leva o rio,
a desembocadura da água de Boroa,
pensar que separados por trens e nações



tú y yo teníamos que simplemente amarnos,
con todos confundidos, con hombres y mujeres,
con la tierra que implanta y educa los claveles.



tu e eu tínhamos que simplesmente amar-nos
com todos confundidos, com homens e mulheres,
com a terra que implanta e educa cravos.









No player
Il Divo - Ti Amero

9 comentários:

  1. Lindo, lindo, lindo, lindo...

    Lindo navegar por aqui e se deliciar com coisas tão belas!!!

    Beijos no mar.

    ResponderExcluir
  2. Erika7:40 PM

    "suspiros".. ai ai

    diliciaaaa

    beijos

    www.oncoto.erikamurari.com.br

    ResponderExcluir
  3. Cau,

    Neruda: não o queiras só pra ti... rs!


    Nuestro Neruda!


    Que o teu cavalo galopante seja também alado.


    Abraços, flores, estrelas..

    ResponderExcluir
  4. “Se alguém, algum dia passar por aqui, lembre-se...
    Aqui mora uma alma curiosa, repleta de tantas faces que uma delas poderá servir de espelho pra você!

    P.S.: Será que algum dia alguém lerá isso??????”

    Eu li, Cau, e confesso que li muitas outras coisas mais por aqui. Vim no rastro de um comentário teu no blog Mude, e adorei teu espaço onde mostras a doçura do teu coração e a beleza de tua alma de uma forma tão sensível. São magníficos os teus poemas, e os textos dão enorme prazer em ser lidos. Amei a tua forma de falar sobre a família. Adorei o post JULGAMENTO. Genial a tua criação! Também gosto muito de unir textos/imagens, por isso achei incrível a associação que fazes com o poema Inteiros... (lindíssimo!) O post RECOMEÇO... marca de forma admirável a nova fase onde são manifestados os sentimentos e as emoções aflorados em ti de forma tão poética, verdadeira, única, e tão cheia de ternura. Em todas as postagens em que falas um pouco da tua pessoa (como em Sobre mim e Definição – um poema belíssimo!) chega até nós uma mulher determinada, de alma linda, de gestos generosos, uma guerreira, que luta por aquilo que deseja, uma pessoa que busca seu lugar no mundo de uma forma tão segura. Mesmo que consideres como ‘abobrinha’ ou 'escritarela' ficamos a conhecer uma ser humano lindo, e cativa-nos saber que tu és “um infinito aberto a possibilidades mil”.

    Enfim, tive um imenso prazer em estar aqui conhecendo esse teu refúgio tão acolhedor. Voltarei outras vezes para continuar encantando o olhar, enternecendo o coração e perfumando a alma com teus belos escritos.

    Minha querida, devo te dizer que ‘roubei’ uma de tuas imagens (17.03.07), pois achei-a perfeita para uma das postagens que pretendo fazer no meu espaço (rs). Desculpa, viu?

    Ao despedir-me, quero deixar-te pétalas perfumadas de delicadas flores do campo para enfeitar a tua noite, um beijo no coração, e o desejo de que mimosos anjos estejam sempre ao teu lado, recolhendo teus sonhos para levá-los direto ao bondoso coração do Pai. E de lá, com toda a certeza, serão encaminhados ao mundo da realização.

    ResponderExcluir
  5. Fiquei toda suspirenta...

    Obrigada!

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Cau,

    voltei só para te agradecer pelo que disseste a respeito do texto sobre minha mãe.

    Amor de mãe é algo inexplicável. Certamente, o mais puro dentre os amores.


    Quanto ao poema Mude, pode, sim, usá-lo onde você quiser. Este poema ou qualquer outro texto meu.


    Abraços, flores, estrelas..

    ResponderExcluir
  7. As palavras de Neruda têm o dom de nos embalar e fazer sentir jardins floridos! =) óptima escolha!

    Um beijo Cacau mais doce do mundo!

    ResponderExcluir
  8. Minha linda, vim desejar-te uma noite de Natal iluminada de Amor ao lado dos teus familiares queridos. Que 2008 chegue a ti inundado de realizações, dando-te a certeza de ser o melhor ano de tua vida.

    Ficam pétalas inundadas de carinho e um beijo no teu coração.

    ResponderExcluir
  9. Vim dar uma olhadinha no se blog! Quem me falou dele foi o Wood gostei muito do que encontrei!
    Feliz 2008 pra você!

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...