09 setembro, 2009

Sonhos e Sonhadores


Imagem - Google

RECEITA DE POETA

Cau Alexandre

Toma-se um ser,
humano se possível
Espera-o inquietar-se
Desacomodar-se
Questionar-se

Deixe-o suspirar

Impregne-o de informações,
Desnecessárias e Vitais
Lugares imaginários
Mitos inexplicáveis
Sentimentos inatingíveis
Vontades inexpressáveis
Desejos não contidos

Deixa-o suspirar

Mostre-o a janela que dá pro mar
Apresente-o à brisa de verão
Cegue-o com o brilho do luar
Amordace-o com um beijo de paixão
Faça-o contar estrelas
Descrever nuvens
Explicar sentimentos

Deixa-o suspirar

Ensine-o o desuso da palavra
Acaricie-lhe a lágrima
Faça-o sorrir
Mude-lhe o foco do pensamento
Enlouqueça-lhe a mente sã
Dê-lhe gritos de prazer
E o sossego do amor

Deixe-o suspirar

Deixe-o suspirar

Ouça seus tresloucados pensamentos
Leve pela mão seus argumentos
Empreste-lhe o colo afague seus cabelos
Leia suas doçuras fonéticas
Acaricie suas viagens lunáticas
Beije-lhe a flor da rima
Cante sua música perdida

Deixe-o suspirar

Ao fim, terás criado um sonhador
Ou ao menos,
Um Poeta!

Dedicado a todos os amigos que de alguma forma criaram a poeta-sonhadora que hoje existe em mim e àqueles, que muito gentilmente, permitiram que ajudasse a criar um(a) poeta-sonhador(a) em cada um.


No Player
Queensryche -
Silent Lucidity/ Lonely Girl Midis

5 comentários:

  1. Uma receita de gente grande para fazer maiores grandes indivíduos, afinal, só quem não nasceu não é poeta. Eis um texto essencial "Ao Pé da Nossa Janela". O teremos lá?

    Beijos Alma Minha, "adoro quando sobrevoa a superfície das coisas de forma profunda assim"

    Pode parecer promessa...rsrs. Mas eu sinto, eu sinto!

    ResponderExcluir
  2. Ser agraciada por estas lindas e tão ternas palavras é mais que um presentea Afinal "os seus empurrões" me fez ter o contato com o universo "palavras" e "sentimentos"..deixou-me suspirar...deixou-me gritar...deixou-me falar a alma e até mesmo calar, pois até meu silêncio aprendi transformá-lo em palavras.

    Obrigada, minha amada.

    amo vc.

    ResponderExcluir
  3. Vou comentar que comentar não posso.
    Mas vá lá, que ninguém nos ouça.
    Não me atreveria a sugar de tal fruta que é a poesia,
    apenas do seu caroço.
    Mas que se registre o meu alvoroço ao ler tais escritos em pleno almoço.

    Pois me lembrei de minha infância escrevendo versos no caderno de receitas.
    Misturando bolos, tortas e outras guloseimas com minhas rimas pobres em meus ingênuos poemas.

    Quando a situação me parecia perfeita.
    Minha mãe entrava gritando pela cozinha:
    - Não bilisque a sobremesa seu menino!
    - tome jeito, tome juízo, tome rumo, tome tino.
    E vê se não mistura tuas palavras de paixão pelas mulheres e amor pelos amigos.
    Com meus temperos, leite, ovos bem mexidos e três colheres de farinha de trigo.

    E eu sonhava com o dia em que minha mãe por desatenção ou na correria do seu dia.
    Tirasse do forno um saboroso bolo de poesia.

    E aqui cabe mais uma observação:
    - Observe o verso com desatenção deixe que ele ti vire do avesso deixe que ele ti mude os pés de endereço até ti levantar do chão.

    Que ele ti faça fantasia.

    Se você enfim levitar...

    Pode até ser que poeta você não seja e nem venhas a ser pela manhã enquanto tua boca boceja ou ti coças as nádegas cobertas por um cobertor de lã.

    Mas mesmo o teu verso solitário e preguiçoso que por hora se recusa a saltar da cama.
    Esse, não mais engana, dele não mais duvido.

    Só está a espera de um bom motivo, pra saltar da sua para outra cama conquistando alguém pelos ouvidos.

    Mas uma coisa é certa.

    Teu coração sensível não conseguiu esconder o poeta que habita em você.

    E mais dia menos dia você cai em tentação em alguma linha de um caderno escolar.
    Ou até mesmo perca a noção em algum papel de pão.

    Eu já vi poetas de fino trato escrevendo desesperados em toalhas de mesa e até em guardanapos.

    Pois assim como amar é inerente ao ser humano, falar do amor também o é.
    A tristeza a melancolia, a fé a amizade, a lembrança a saudade, tudo na vida que leva um nome sentimento pode ganhar um jeito todo especial de se dizer presente ou ausente ou até mesmo que é.

    E se eternizar para todo e sempre.

    Como num verso de um repente que gruda em teus ouvidos pra nunca mais ti abandonar.

    Obrigado pelo prazer que você me dá em ti ler.
    Beijos
    Tião

    ResponderExcluir
  4. Nosssaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Poxaaaaaaa...
    por que você demorou tanto tempo???
    Vá lá suspirar no blog, que venho pegar um ar aqui.
    E PARABÉNS pelo livro.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Suspirar e suspirar a cada palavra escrita a cada sentimento derramado num pedaço de papel, seja ele qual for...
    Poetas ou poemas?...Nao sei, só sei que é bom demais ter pessoas que nos incentivem e nos dizem palavras doces a cada "parto"...rsrs
    E parir, as vezes dói em demasia.

    Obrigada!!!

    Beijos

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...