31 maio, 2010

Pedaços


Imagem - Google

CONTINÊNCIA


Cau Alexandre


Quantos pedaços tem o seu coração?
Não o quebrado de dor
Ou pela mágoa despedaçado.

Não o que no infortúnio pensa em deixar de amar.

Quantos pedaços tem o seu coração
Inteirinho, completo, repleto
Cheio de amor pra ofertar?

Divide-se, encolhe-se, decompõem-se, multiplica-se?

Em quantos pedaços ele fica?
Que capacidade máxima ele tem?
Quantos você hoje pode amar?

Há regras? Há limite? Inpossibilidade de continência?

Ama uma pessoa somente?
Ama filhos, netos, amigos, parentes e aderentes?
Ama o de perto e o de longe?

Ou ama a si mesmo somente?

Em quantos pedaços hoje
Está o seu coração
Capaz de amar?

No Player
Maria Gadu -
Alta Particular

2 comentários:

  1. Que saudade de vir aqui, amada! Adoro beber nessa fonte de sensibilidade e palavras belas! Meu coração hj está repleto, pleno de felicidade e amor!
    Beijo imenso,
    Vic

    ResponderExcluir
  2. Olá, Cau Alexandre
    Cheguei ao teu blog por por meio do blog "Meu blog tem conteúdo". Sou estudante de Comunicação Social na Universidade Estadual da Paraíba. Estou executando minha monografia, que tem por tema "o blog literário como ferramenta de autodivulgação para o novo escritor do século 21". Meu corpus de análise envolve dois tipos de sujeitos:
    1. pessoas que já publicaram livros e usam seus blogs literários como meio para divulgar suas publicações.
    2. pessoas que ainda não publicaram livro, mas pretendem, e matêm seus blogs literários como meio de levar seus textos aos leitores.
    Achei teu blog muito interessante, suponho que um desses dois casos seja o seu. Eu gostaria de saber se você teria interesse em fazer parte dos sujeitos da minha pesquisa. O procedimento é bem simples, pela internet mesmo, e lhe direi se você concordar.
    Meu email é sidneyandrade23@hotmail.com, ou se achar melhor, pode me responder num comentário no meu blog mesmo ( www.sidneyandrade.blogspot.com ).
    De qualquer forma, muito obrigado pela atenção.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...