09 setembro, 2006

Olhos de Cassandra...

Por Cau Alexandre

O que incomoda é sentar-se, vendo passar diante de si o que já se sabe que vai acontecer.

É... às vezes se erra, mas não com tanta freqüência quanto se quer.

Essa espera pelo que já se sabe é amargurante.

Tenho o impulso de tentar mudar as coisas, mas vivo presa por grilhões invisíveis, mais pesados que a minha mente cheia de pensamentos...

Gostaria de ignorar tudo aquilo que me aflige a alma gritando: "Já sabíamos que seria assim".

Conhecer, projetar, concluir... o mal da humanidade é pensar demais.

Gostaria imensamente que alguém retirasse de mim os olhos de Cassandra que tanto tento anuviar, mas que dia após dia me fazem ver o inevitável.

Gostaria que alguém me presenteasse com a doce ignorância de se surpreender com o simples acaso.

Por favor, surpreenda-me...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...