28 fevereiro, 2007

Plural e Singular






Dei-me o direito de não ter assunto
Não ter rima
Não ter letra nem melodia.
Dou-me também o direito de não ter cor
E ainda assim ser tagarela, multicor, decassílaba e quaternária.
Hoje quis ser mal criada e dizer impropérios, ser chata.
Que que tem?? Dei-me o direito de ser livre das convenções sociais.
Eu também declarei minhas carências e abri meu coração.
É um risco, eu sei. Mas dei-me o direito de meter os pés pelas mãos.
Hoje eu senti saudades. E chorei por isso.
Por que a estranheza? Dei-me o direito de ser sentimental.
Hoje eu amei. Dei-me o direito de parar de pensar. Ser irracional.
Eu também ri hoje. De mim mesma. Das minhas insanidades, da minha hiperatividade, das besteiras que eu digo e faço, dos meus impulsos incontroláveis de tagarelice.
Eu ri enquanto chorava de saudade.
Tagarelei no meu silêncio. Amei enquanto pude.
Porque hoje eu estava cansada de ser uma só.
Porque hoje eu queria ser todas em uma.
Porque já não importa o que dizem, nem mesmo o que eu venha a dizer.
Hoje eu me dei o direito de ser plural sem deixar de ser singular..
E o dia terminou do mesmo jeito... com meu velho amigo sol me confessando num murmúrio que amanhã eu posso recomeçar e ser tudo outra vez.


por Cau Alexandre

2 comentários:

  1. Podemos e devemos ser tudo que queremos, minha chocolatinha.. sempre... não podemos nunca é deixar que alguém nos diga o que ser..
    "Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixa de ser quem era e se transforme em quem é"

    Todas em uma só...

    Beijo em cascatas

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso esse texto.
    E como esse assunto me toca de perto, como entendo essa necessidade de ser plural sem deixar de ser singular. De ser várias dentro da mesma pessoa.
    Todos temos várias facetas, é impossível viver sem necessidade de ser todas.
    E o melhor, é que como você diz, amanhã podemos recomeçar tudo de novo. =)

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...