06 março, 2007

Lida em verso e prosa...

O MEU OLHAR

Alberto Caeiro



O meu olhar é nítido como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de, vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...


Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender...


O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...


Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar ...
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar...

J.

Obrigada por me ver e ler em versos. Senti-me quase traduzida. Só alguém com tamanha sensibilidade como você conseguiria me achar em tão sublimes linhas (embora eu pense demais e questione mais ainda, entendi o recado... risos). Eu é que me sinto honrada por ter alguém como você por perto.

Beijo.

3 comentários:

  1. Comassim obrigada pelos versos? comassim 'me acharem sublimes linhas'? comassim??????????? rsrss.. vai falando.. rsrsrrs

    Ai ai.. sabe... preciso nem comentar não.. c disse tudo em palavras 'alheias' alí.

    Lindo de viver.

    beijooo

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Belo, belo e belo!
    Parabéns

    ResponderExcluir
  3. Não preciso dizer que esse é um dos meus poemas preferidos.
    Penso que está lá tudo, não é preciso alongar-me com mais palavras..

    "Amar é a eterna inocência,
    E a única inocência é não pensar."

    Acho que o que mais faz sofrer é a nossa incapacidade de parar de pensar (pelo menos falo por mim).

    Beijos.

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...