03 maio, 2007

Entre - linhas ...


Descobrimo-nos,
Revelamo-nos,
Desnudamo-nos.

Eis a nossa maior nudez
o que somos mais intimamente
impressos naquilo que perpetuamos
Pelo que ficou escrito
Através da pena.


Viver intensamente tem dessas coisas.
Abrimos nossa alma para que seja lida.

Importante é saber
Que do 'outro lado' haverá alguém
Que nos leia e nos decifre.

Pois nada é melhor
que saber que alguém nos lê
em prosa e verso...

tradutor e poliglota,
que leia mais que
as simples palavras do verso...

... As entrelinhas.

O sentimento
transmutado em palavras.


por Cau Alexandre



No player
Zeca Baleiro & Fagner - Palavras e Silêncios


Abrindo um pequeno espaço
para pedir desculpas pela ausência
nos comentários dos blogs
que tanto gosto.
Por um pequeno e temporário
"contratempo" ficarei
somente nas leituras e sem poder
comentar muito.
Os posts estão garantidos
por já ter algumas coisas
em rascunho (ainda bem).
Mas lerei tudo, prometo (risos).
Beijos

14 comentários:

  1. Lindo! Intenso! e concordo « é importante haver alguém que leia mais que as simples palavras do verso...
    ... As entrelinhas.
    O sentimento transmutado em palavras»

    ResponderExcluir
  2. Amada!

    Para se "ler" esta alteração do sentimento em palavras deve-se ler com os olhos d'alma, do coração, da sensibilidade.

    Sobre este estorvo inesperado "contratempo" apenas uma expressão...És tão b............. és tãoooooooo b......................hahahahhaha

    Amo te

    ResponderExcluir
  3. Ando com um lado amargo que ao ler estas linhas só pensou:
    infelizmente existem pessoas para quem desnudamos a alma, e elas nem com lupa conseguiriam entender o que trazemos lá escrito.

    Felizmente, tenho um outro bem mais optimista que, ainda não perdeu a esperança de encontrar quem perceba todas as minhas linguagens e entrelinhas.

    Contratempo bem chato. Espero que passe rápido.

    Beijinho Cau.

    ResponderExcluir
  4. Eu lhe respondi lá no Ácido, mas como você está com essa tala aí na mão, acho que não conseguiu digitar o endereço pra ver a resposta. Tá bom, eu aguardo a sua recuperação.
    Tsc tsc tsc essas pessoas que não sabem jogar sinuca...
    Melhoras, moça!
    Bjk

    ResponderExcluir
  5. Eu li esse seu poema de cima pra baixo e fez mais sentido pra mim...Tente =)

    Smack!!!

    ResponderExcluir
  6. Lindissimoooooo este blog!

    Não se move uma montagne...esta melodia é lindaaaaaaaaaa!Tem ar da musica do tomate e depois vejo que é brasileiro.

    Realmente estou impressionada com tantos blogs que estou descobrindo...

    Voltarei aqui

    ResponderExcluir
  7. Olá Cau.. tudo bem?!
    Desculpe o sumisso... estou muiiiiiiiiiiiiito ocupado ultimamente.
    Grato pela indicação.
    :)

    Bjo grande!

    jefferson p.

    ResponderExcluir
  8. "Viver intensamente tem dessas coisas.
    Abrimos nossa alma para que seja lida."

    belo.!

    ResponderExcluir
  9. Os Deuses não vivem na lagoa, apenas recolhem o pranto, transformado manto de água em certas noites de encanto.


    Bom domingo...feliz dia da mãe...


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  10. Quando escuto esta musica so penso
    NELE como o Mar infinito...de alegrias e se tem chama no coração do bandido, ele tera sempre meios de se sentir em porto seguro.Meu coração dele so dele unicamente dele!

    ResponderExcluir
  11. Entre linhas no corpo do outro...

    que navegão proveitosa!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. RedBull1:17 AM

    Que possamos viver intensamente, e que tenhamos sempre a coragem necessária para abrirmos nossa alma. Pois somente assim ela será lida e decifrada.
    Beijos...
    Tenha uma ótima segunda Cacau.

    ResponderExcluir
  13. Amadaaaaaaaaaaaaaaaaa... amada amadaaaaaa.... to de volta, tá?
    pronto, pode ficar boinha.. eu já voltei.. rsrs

    Beijooooooooo.. saudadessss

    ResponderExcluir
  14. Lindo!
    MOça, e vc ainda me chama de arquiteto das palavras.

    Entrelinhas, sentimentos, palavras: Raimundo.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...