06 maio, 2007

Eu, por mim mesma...



Seguindo o 'desafio' que a Dri passou-me...
Como não gosto de definir-me, isso não deve ajudar muito. Seria mais uma (In)definição do que eu seja... ou parte.

Se eu fosse um astro, seria o Sol (embora tenha hábitos noturnos - o sol da meia-noite, já ouviu falar? Um eclipse, quem sabe.)
Se eu fosse um móvel, seria sim um computador (e assim finalmente eu teria memória de curto termo... risos)
Se eu fosse um pecado, seria a luxúria.
Se eu fosse uma hora do dia, seria uma noite inteira.
Se eu fosse uma árvore, seria um
Flamboyant vermelho
Se eu fosse uma fruta, seria o cacau (Essa foi dificílima =p)
Se eu fosse uma flor, seria uma
Amaryllis (Açucena), a bela e resistente flor do calor do sertão.

Se eu fosse um clima, seria tropical, verões e invernos.
Se eu fosse um instrumento musical, seria a ‘Lucille' do BB King ou um chello tocado por Yo-Yo Ma?(Convenhamos, o que seria de um grande instrumento musical sem um ainda maior músico?).
Se eu fosse um elemento, seria ar. Sanguínea, inquieta, extrovertida, equilibrada, abstrata, por assim dizer. “Os filhos do ar voam como o pensamento”.
Se eu fosse uma cor, seria vermelho (intenso, irradiante e... )
Se eu fosse um animal, seria um gato (arisca ou manhosa, dependente da própria vontade, livre, atento) ou uma raposa-vermelha (mas há semelhança nos olhos de ambos e na sagacidade)
Se eu fosse um som, seria uma gargalhada e vezes um suspiro prolongado
Se eu fosse estilo musical, sem a menor sombra de dúvidas eu seria um Blues
Se eu fosse música, Seria uma trilha sonora inteirinha. Mas... seria “Resposta so tempo", da Nana Caymmi (se bem que a última que ganhei ‘Todas em um só ser”, do Lenine, encaixa-se direitinho... risos)
Se eu fosse um sentimento, seria o amor em todos os tons e intensidades e por meio dele seria ainda a alegria.
Se eu fosse um livro, seria "O livro de sonetos", do Vinícius de Moraes, ou "O Pequeno Príncipe", de Saint-Exupéry, ou "Cem sonetos de amor", do Neruda (é dificílimo pra mim escolher apenas um, dois outrês.. risosss)
Se eu fosse uma comida, seria lazzanha (camadas... e camadas.. e camadas.. risos)
Se eu fosse uma bebida, seria Coca-cola (com certeza)
Se eu fosse um lugar, seria Guaramiranga (CE), frio, lareira, vinho, blues, ... mas com uma estrada levando direto à praia. Risos (ok... ok... Eu seria a Região do Algarve, Portugal...)
Se eu fosse um gosto, seria o gostinho agridoce do chocolate meio-amargo.
Se eu fosse um cheiro, seria de maracujá e erva doce.
Se eu fosse uma palavra, seria Sorriso.
Se eu fosse um verbo, seria intransitivamente Pensar ou qualquer outro transitivo direto...
Se eu fosse um ato, seria um beijo.
Se eu fosse um objeto, seria uma
caneta de bico de pena alemã.
Se eu fosse peça de roupa, seria uma minissaia (dada a altura) ou um vestido de festa vermelho com fenda alta na coxa e decote profundo... risoss
Se eu fosse parte do corpo, seria a boca ou os olhos.
Se eu fosse expressão facial, seria uma careta mostrando a língua (acompanhada de uma gargalhada)
Se eu fosse personagem de desenho animado, seria a Emília, de Monteiro Lobato, que não é personagem de desenho, mas é a única boneca tagarela. Risoss
Se eu fosse filme, seria ou ‘Sociedade dos poetas mortos’ (Carpe Diem), ou 'Cidade dos Anjos' (Tudo, absolutamente tudo, vale a pena por um amor).
Se eu fosse número, seria o 10 (vezes o infinito ).

por Cau Alexandre


No player
Nana Caymmi - Resposta ao tempo

8 comentários:

  1. Dear,

    I wud like to request u one thing...can i able to read it this good info in English?

    http://qualitytale.blogspot.com
    http://indiaonwheel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. olá.. Cau. Saudds infinitas..
    Li de ponta a ponta o desafio... gostei do que vc seria se fosse um livro.. ;) seria um óptimo livro. ;)

    Bjo.

    ResponderExcluir
  3. Lindo Blogger!!! de sensibilidade Infinita!!!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Cada uma dessas (in)definições só vem dar mais ênfase à minha ideia de que, neste Mar, existe uma mulher extremamente inteligente, feminina e sensível.

    Sou apaixonada pelo livro de Saint Exupéry, deveria ser leitura obrigatória para todo o mundo.
    E adoro os dois filmes que mencionou, especialmente "Sociedade dos Poetas Mortos".

    Beijinho Cau.
    Ah, e espero que o contratempo esteja em recuperação acelerada para que possa voltar a 100% o mais depressa possível. =)

    Apaguei o comentário para corrigir umas falhas.. liga não, é do adiantado da hora, rs!!

    ResponderExcluir
  6. Amadinha!!!

    Para quem naõ gosta de definir-se hein..hein...rss...como és b....és b....Garg***

    Tô tão orgulhosa de vc, amadinha....rsssssss

    Amo teeeeeeee!

    ResponderExcluir
  7. Tudibom, isso sim que vc é

    Beijoooooooooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  8. Aproveitando para conhecer mais um pouco de você.
    Bjitos!

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...