22 setembro, 2008

E entao eu vi...

Do Olhar

Cau Alexandre

Foi no olhar
Nos olhos que se cruzaram
Que a emoção nasceu
Que a pele sentiu
Que a boca secou
Que o coração acelerou

Também foi a olhos vistos
A partida
Que distanciou
Que fez a lágrima verter
Que arrancou as palavras da boca
que fez o coração doer

Pois nem tudo que os olhos vêem
A retina consegue guardar
A boca consegue chamar
As mãos conseguem sentir
E o coração consegue reter


Onde Achei...
Imagem: Google


No Player
Zeca Baleiro -
Ópio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...