27 outubro, 2009

Do bom e velho bom silêncio


Imagem: Google

Cau Alexandre


Silencia minha boca em um beijo
Introduz em mim teus sonhos e anseios
Lê-me! Querido, nas pontas dos teus dedos
Enquanto mata tua sede de desejo
Não demores em ter-me tua
Com teus olhos recita tuas vontades
Inicia assim aquele delírio na carne
Onde seremos silêncio em frenesi


No Player
Norah Jones & The Peter Malick Group -
All Your Love

4 comentários:

  1. Cau,

    Como sempre suas palavras tornadas poesia são lindas demais.
    O desejo de desejar intensamente um "silencio tornado em frenesim"

    Bj com luar

    ResponderExcluir
  2. E viva o verbo, e viva a vida
    E viva o verso da leitura mais antigas!!!

    Beijos, Minha Alma!

    ResponderExcluir
  3. Se deixar silenciar por um beijo é muito gostoso, principalmente qdo a boca é aquela tão desejada.
    Se entregar...deixar ser amada, nada mais importa.

    PS: gosto da tua maneira de escreve, peq. poesias, mas que dizem tudo.

    Obrigada pela visita e vou te seguindo,

    Beijos !

    ResponderExcluir
  4. E por vezes as palavras tornam-se desnecessárias... =)

    Um beijo querida.

    ResponderExcluir

Olá! Feliz que você queira deixar um rastro nas águas desse Mar de Palavras®. Gosto de lê-los e saber como cada um sente ao ler o que aqui eu exponho a vocês.
Fiquem sempre à vontade... mas é bom lembrar:

Os comentários aqui publicados são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Reservo-me, desde já, o direito de excluir e/ou não publicar comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos sem a devida identificação de seu autor (nome ou nick e endereço válido de e-mail) também serão excluídos.

... εϊз "Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo entendimento" (Clarice Lispector) εϊз ...